Sansão e o caminho rumo à queda

Sansão e o caminho rumo à queda

A queda de Sansão não aconteceu da noite para o dia, e sim, nas pequenas atitudes que ele decidia tomar diariamente.

Ao analisarmos sua trajetória, vemos o quanto ele se importava em satisfazer seus próprios desejos, a despeito das ordens de Deus para sua vida. Ele já nasceu com um chamado específico para ser nazireu, ou seja, separado.

Aqueles que tinham esse chamado não viviam como os demais, não faziam tudo que os demais faziam, mas Sansão não priorizou nada disso ao longo de sua vida.

Vemos seu envolvimento com mulheres que não eram de seu povo, vemos que ele toca em animais mortos, que não segue o conselho de seus pais, e simplesmente vive a vida como bem entende. Mas cada uma dessas atitudes, mesmo não parecendo ser um grande pecado, significavam sua desobediência a Deus.

Percebo que em muitas situações do nosso dia a dia, somos tentados a tomar pequenas atitudes que podem não ter a aparência de mal. Assim como não parecia algo horrível comer o mel que estava junto ao animal morto, frequentemente olhamos para certas coisas e não enxergamos problemas em fazê-las, e meu ponto aqui nesse texto é te ajudar a perceber que, de fato, muitas coisas podem não ser erradas, mas se não forem vontade de Deus para nós, não devemos fazê-las, e ponto.

Consegue perceber isso? Talvez aceitar uma determinada vaga de emprego, ou ingressar em uma determinada faculdade, ou algo assim, pareça uma atitude normal. Mas se essa atitude não for propósito do Senhor para a vida de alguém, os problemas virão.

Sansão foi ficando cada vez mais cego espiritualmente, conforme o tempo se passava. Ao ponto de ser enganado várias vezes seguidas pela mulher com quem se relacionava, e não enxergar o perigo à sua porta. E é exatamente o que acontece aos desobedientes, a sensibilidade à voz do Espírito Santo vai se esvaindo cada vez mais, e por mais que seja visível para os de fora o quanto o caminho é escuro, tais pessoas simplesmente continuam seguindo rumo à queda.

Não se deixe enganar por uma hiper graça barata que te engana dizendo que a Palavra de Deus não é exatamente o que ela diz, que prega uma vida livre de renúncias e super confortável. Esse não é o evangelho de Cristo! Viver a verdade requer de nós uma renúncia a coisas aparentemente boas, requer um amor ao Senhor que supera nosso amor a qualquer outra coisa terrena e nos faz obedecê-lo incondicionalmente.

Como você tem vivido? Percebe o perigo te chamando nas pequenas coisas da vida comum? Enxerga o mal escondido nas coisas que a maioria diz que é normal? Tem seus olhos abertos para o que há por trás do mel que é tão doce ao paladar?

Cada ordem de Deus para nós é para o nosso bem, e mesmo que não entendamos todas elas, nosso único papel é seguir cada uma delas e confiar no amor que Ele tem por nós. A vontade do Senhor para Sansão era que ele fosse um libertador para o seu povo por muito mais tempo, mas sua desobediência não o permitiu alcançar tal feito, e o levou a ser cativo nas mãos de seus inimigos.

O que você escolhe?

Medite um pouco mais sobre essa trajetória de vida (Juízes 13 a 16), e escolha pela vida plena, em todos os sentidos.

Em amor,

Camila Cristine

Advertisment ad adsense adlogger